02 junho 2017

5 motivos porque eu odeio o verão

design. Canva


Eu odeio o verão.

Esta é uma das frases que, assim que é dita, vira cabeças e arregala olhos. Eu digo-a apenas cinco ou seis vezes ao longo dos meses frios, mas quando chega o calor eu digo-a, no mínimo, umas vinte vezes ao dia. E, invariavelmente, recebo sempre a mesma reação de quem me rodeia: sempre o mesmo choque e sempre a mesma descrença. 

A seguir vem a parte em que toda a gente me tenta convencer que os meus sentimentos para com o verão estão errados e que, não, o verão é a melhor estação, como assim tu não gostas do verão? E, tal como farei de seguida, eu normalmente procedo a explicar porquê. Porque é que odeio o verão. E quando digo 'odeio', não é no sentido de 'desgosto', mas sim no real sentido de 'odeio verdadeira e profundamente, das entranhas da minha alma'. 

Vamos começar por dizer que sim, eu adoro as férias - mas são realmente a única parte boa do verão. Tudo o resto, que não esteja relacionado com isso, eu dispenso, muito obrigada. Portanto, vamos lá: 5 motivos porque eu abomino o verão.


1. Sol

É a parte que a maioria das pessoas adora no verão, e é definitivamente a parte que eu mais odeio. Porque para a maioria das pessoas 'sol = bom tempo', mas para mim 'sol = dores de cabeça'. Eu fico físicamente mal disposta e com dores de cabeça se estiver mais do que cinco minutos ao sol - e não há boné ou chapéu que me tornem o sofrimento menos atroz. Por isso, odeio sol de verão.


2. Calor

Outra coisa que também me deixa mal disposta é o calor. E não estou a falar do calor da maioria do país, mas sim dos 40º de média da minha terra, em que até andar descalço é impossível porque o chão escalda. Com o calor vem o transpirar como uma torneira e a roupa que fica toda colada - e o facto de não existir no mundo roupa nenhuma que seja suportável.

3. Escaldões

A maioria das pessoas fica escaldada apenas quando vai à praia. Eu fico escaldada por sair à rua. Uma vez apanhei um escaldão durante uma aula de educação física, na escola. E outras vezes apanhei escaldões ao andar a passear na baixa da cidade ou, choquem-se, durante o cortejo da Queima das Fitas em Coimbra. E escaldões são desagradáveis.

4. Roupa Deselegante

A meu ver, a roupa de inverno é a mais confortável e elegante. Eu posso usar as minhas camisolas de malha com blusinhas, as minhas botas confortáveis e os meus cachecóis quentinhos, e ser feliz da vida. E se tiver frio, basta colocar mais uma camada de roupa e pronto, resolvido. A roupa de verão, contudo, não combina nada comigo - eu sou uma mulher de calças e sapatilhas, camisolas e cabelo solto, mas todos esses items são impossíveis durante o verão, e sou obrigada a ter de optar entre morrer de calor em calças ou andar desconfortável em calções. E, por mais camadas de roupa que eu tire, nunca fico bem.

5. Ter de socializar

Quem me conhece sabe que eu sou quase um lobo solitário e que é difícil tirar-me de casa. Mas se, no inverno, ainda me conseguem arrancar de casa umas três vezes por semana, quando chega o verão têm sorte se esse número de aplicar mensalmente. Por todas as razões acima, eu odeio sair de casa no verão. E pior: as pessoas recusam-se a tentar compreender que ir passear 'neste bom tempo' não me vai fazer minimamente feliz, porque vinte minutos depois de sair de casa vou estar cheia de dores de cabeça e mais desidratada que o deserto do Saara. Portanto, as pessoas praticamente obrigam-me a sair de casa, porque toda a gente é obrigada a sair no verão. E se não sair, as pessoas ficam chateadas comigo. 


Portanto, eu tenho todos os motivos e mais algum para detestar o verão - e ainda assim as pessoas tentam constantemente a convencer-me do contrário. Bem, fico feliz por terem nascido com aqueles % de genes mouros que vos permite apreciar o calor e o sol, mas, caso ainda não tenham reparado, eu tenho mais genes nórdicos e eu e o sol não combinamos muito. Por isso, apenas deixem-me definhar enquanto espero pelo inverno - nessa altura, vão ver-me feliz.


1 comentário:

  1. Acha alguem que me entendo, concordo com tudo... E cada vez mais as roupas de inverno vao sendo menos usadas :( damn global warming :(
    Bjinhosss
    https://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar

Disclaimer

Todos os conteúdos aqui apresentados têm os direitos reservados aos respetivos autores. À partida, todos os textos neste blog são da autoria de Rafaela Silva, Aléxia Oliveira e Mónica Simão, exceto em referência contrária, e não devem ser reproduzidos, adaptados ou copiados de forma alguma sem consentimento prévio. Todas as fotografias com marca de água de Rafaela Silva ou RS Fotografia e Design têm os direitos exclusivos de Rafaela Silva. As fotografias com a marca d'água de Lemao Doce ou Limão Doce pertencem exclusivamente ao blog. E todas as imagens não assinaladas pertencem aos respetivos autores e provavelmente virão de sites dedicados a imagens de stock (ver: 'Recursos')
Com tecnologia do Blogger.

Seguidores

Google+ Followers